terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Leitura - Khaled Hosseini

Pra mim, parar pra ler um bom livro relaxa e é ótimo pra eliminar o estresse do dia-dia. Bons autores fazem a diferença na hora dessa leitura, seja pelas histórias, enredo e até concordâncias.
Separei três livros de um autor que eu gosto muito: Khaled Hosseini

Khaled Hosseini nasceu em Cabul, no Afeganistão, em 1965. Seu pai era um diplomata do Ministério das Relações Exteriores do Afeganistão e sua mãe ensinou Farsi e história em uma escola em Cabul. Em 1976, o Ministério das Relações Exteriores se mudou a família Hosseini para Paris. Eles estavam prontos para voltar a Cabul em 1980, mas até então a sua pátria havia testemunhado um golpe comunista sangrenta e da invasão do exército soviético. O Hosseinis procurou e foi concedido asilo político nos Estados Unidos, e em setembro de 1980 mudou-se para San Jose, Califórnia. Hosseini formou no colegial em 1984 e se matriculou na Universidade de Santa Clara, onde obteve o grau de bacharel em biologia em 1988. No ano seguinte, ingressou na Universidade da Califórnia, em San Diego, Faculdade de Medicina, onde obteve um diploma de médico em 1993. Ele completou sua residência no Cedars-Sinai Medical Center, em Los Angeles e foi um internista praticando entre 1996 e 2004

Sinopse:

'O caçador de pipas' conta a história de Amir, um afegão há muito imigrado para os Estados Unidos, que se vê obrigado a acertar as contas com o passado e retorna a seu país de origem. O ponto de partida do livro é a infância do protagonista, quando Cabul ainda não era a capital do país que foi invadido pela União Soviética, dominado pelos talibãs e subjugado pelos Estados Unidos.

Sinopse:

Mariam tem 33 anos. Sua mãe morreu quando ela tinha 15 anos e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rashid, um sapateiro de 45 anos. Ela sempre soube que seu destino era servir seu marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Laila tem 14 anos. É filha de um professor que sempre lhe diz: "Você pode ser tudo o que quiser." Ela vai à escola todos os dias, é considerada uma das melhores alunas do colégio e sempre soube que seu destino era muito maior do que casar e ter filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Confrontadas pela história, o que parecia impossível acontece: Mariam e Laila se encontram, absolutamente sós. E a partir desse momento, embora a história continue a decidir os destinos, uma outra história começa a ser contada, aquela que ensina que todos nós fazemos parte do "todo humano", somos iguais na diferença, com nossos pensamentos, sentimentos e mistérios.


Sinopse:

Dez anos depois do aclamado “O caçador de pipas”, o escritor afegão Khaled Hosseini volta à cena literária com “O silêncio das montanhas”. O romance traz como protagonistas os irmãos Pari e Abdullah, que moram em uma aldeia distante de Cabul, são órfãos de mãe e têm uma forte ligação desde pequenos. Assim como a fábula que abre o livro, as crianças são separadas, marcando o destino de vários personagens. Paralelamente à trama principal, Hosseini narra a história de diversas pessoas que, de alguma forma, se relacionam com os irmãos e sua família, sobre como cuidam uns dos outros e a forma como as escolhas que fazem ressoam através de gerações. Assim como em O caçador de pipas, o autor explora as maneiras como os membros sacrificam-se uns pelos outros, e muitas vezes são surpreendidos pelas ações de pessoas próximas nos momentos mais importantes. Segundo o próprio Hosseini, o novo título “fala não somente sobre a minha própria experiência como alguém que viveu no exílio, mas também sobre a experiência de pessoas que eu conheci, especialmente os refugiados que voltaram ao Afeganistão e sobre cujas vidas tentei falar tanto como escritor quanto como representante da Organização das Nações Unidas. Espero que os leitores consigam amar os personagens de “O silêncio das montanhas” tanto quanto eu os amo”. Seguindo os personagens, mediante suas escolhas e amores pelo mundo – de Cabul a Paris, de São Francisco à Grécia –, a história se expande, tornando-se emocionante, complexa e poderosa. É um livro sobre vidas partidas, inocências perdidas e sobre o amor em uma família que tenta se reencontrar. 


Os três são Ótimosss, mas o meu preferido é A Cidade do Sol, pelas mulheres!


Aproveitem e divirtam-se na literatura também!!

3 comentários:

  1. Eu li o segundo livro dele, Cidade do Sol e fiquei impressionada como ele retrata a vida das mulheres afegãs.
    Obrigada pela visita ao blog.
    Big Beijos
    Lulu on the sky | Vote no blog para o premio Top Blog | Acerte Bolão do Oscar

    Por gentileza, remova a verificação das palavras do seu blog. Eu te ensino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Lulu,
      Realmente o livro é ótimo, se tiver oportunidade, leia os outros dele também, tenho certeza que irá gostar!
      Bjão!

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir